Depoimentos CADASTRAR DEPOIMENTO


Desde que fiz a formação para o Núcleo Operacional da Estratégia Amamenta e Alimenta Brasil (EAAB), em 2013, a minha grande expectativa era em que momento a estratégia chegaria em Mato Grosso. Durante os anos seguintes participei de várias capacitações para formação de tutores em alguns estados do país, mas o que eu queria mesmo era capacitar os nossos trabalhadores das Equipes de Saúde da Família dos municípios mato-grossenses. Demorou um "cadim" e em 2015, com o esforço coletivo das trabalhadoras e trabalhadores das áreas técnicas da Alimentação e Nutrição e da Saúde da Criança da Secretaria de Estado de Saúde de Mato Grosso (SES-MT), fizemos a primeira Oficina de Formação de Tutores da EAAB, com foco no perfil de facilitadores regionais. Foi com imensa satisfação que demos esse primeiro passo para a implantação e implementação da EAAB em Mato Grosso. Ao longo dos anos que se seguiram realizamos outras cinco Oficinas de Formação de Tutores, sendo uma delas Estadual, para capacitar outros facilitadores regionais e quatro Oficinas Regionais para a formação de tutores municipais. Ao todo já foram capacitados 146 tutores, de 47 municípios, em quatro regiões de saúde, e realizadas 77 oficinas de trabalho nas UBS, envolvendo 959 trabalhadores. Em 2019, com a EAAB sendo conduzida pela recém criada Equipe de Promoção do Aleitamento Materno e Alimentação Complementar Saudável (EPAMACS), da Coordenadoria de Promoção e Humanização da Saúde (COPHS), em parceria com a Escola de Saúde Pública de Mato Grosso (ESPMT) e com apoio dos Escritórios Regionais de Saúde, criamos um projeto "guarda-chuva" para o fortalecimento da implementação da EAAB em nossas regiões de saúde. A partir de então a realização das Oficinas de Formação de Tutores passou a ser pactuada entre as Secretarias Municipais de Saúde nas reuniões da Comissão Intergestora Regional (CIR), possibilitando maior compreensão dos gestores sobre a importância da EAAB para a promoção, proteção e apoio do aleitamento materno e alimentação complementar saudável nas Unidades Básicas de Saúde. Além disso, com o maior envolvimento da ESPMT em nossas atividades educativas, tivemos suporte para garantir a participação dos trabalhadores da Atenção Primária de Saúde, com o custeio de diárias. Outro ponte forte para esse fortalecimento foi um Projeto de Extensão da Faculdade de Nutrição da Universidade Federal de Mato Grosso (FANUT/UFMT), coordenado pela Profa. Dra. Lorena Barbosa Fonseca, em parceria com a EPAMACS/COPHS, intitulado “Implantação da Estratégia Amamenta Alimenta Brasil (EAAB) nas unidades básicas de saúde de Cuiabá-MT", com a participação voluntária de outras professoras e acadêmicas do curso de Nutrição, com o objetivo de apoiar os tutores da EAAB na realização de suas atividades nas UBS. O projeto conseguiu, mesmo durante a pandemia, produzir materiais gráficos e audiovisuais de apoio às atividades dos tutores e tutoras e contribuindo, também, no seus processos de educação permanente, baseados no novo Guia Alimentar para Crianças Brasileiras Menores de Dois Anos. Todo esse engajamento coletivo para o fortalecimento da EAAB em Mato Grosso, num intenso esforço para que o trabalho se desenvolva em rede, nos trouxe tutores e apoiadores mais comprometidos com a implementação da Estratégia nas UBS, o fortalecimentos das coordenações regionais, a corresponsabilidade dos gestores municipais, a produção científica e maior debate acadêmico sobre a estratégia e compreensão da gestão pública de seu compromisso em promover, proteger e apoiar a amamentação e a alimentação complementar adequada e saudável.
Rodrigo César de Oliveira Carvalho
Rodrigo César de Oliveira Carvalho
Responsável Técnico pela Equipe de Promoção do Aleitamento Materno e Alimentação Complementar Saudável, Secretaria de Estado de Saúde de Mato Grosso
Cuiabá, Mato Grosso

Logo após assumirmos a coordenação dos referidos programas, a coordenação estadual veio ao município realizar a Oficina para formação de tutores da EAAB. Com isso as ações foram acontecendo e o trabalho sendo implementado, nas Equipes Saúde da Família. Mas a rotatividade de profissionais e desligamento de alguns tutores nas equipes, fizeram sentir a necessidade de realização de novas oficinas nas UBS, para implementação da EAAB. Foi gratificante! Houve sensibilização, participação e interação efetiva das equipes, troca de saberes, interesse em cumprir o Plano de Ação, e mais estimulados pela perspectiva da certificação pelo MS ( foram 9 ESF certificadas). Com o apoio das nutricionistas das equipes NASF, realizamos as Oficinas de Alimentação Complementar Saudável. Adotamos também o Certificado de Conclusão de Aleitamento Materno Exclusivo para as mães e bebês de 0-6 meses, comemoramos o Agosto Dourado e estamos sempre reunindo com as equipes para falar e programar ações sobre o tema. Com a pandemia, procuramos divulgar amplamente o benefício do aleitamento materno como proteção e promoção da saúde do bebê, em meio a essa problemática de saúde mundial. E assim, continuamos o trabalho e ficamos felizes com o resultado obtido até aqui, pois nosso percentual de aleitamento exclusivo e continuado, supera o percentual regional e estadual. Agradecemos muito o apoio e empenho desta equipe do MS, e de nossa coordenação estadual, para que possamos alcançar nossa meta e proposta.
Maria Isabel Cardoso dos Santos
Maria Isabel Cardoso dos Santos
NUTRICIONISTA/COORDENAÇÃO DE PROGRAMAS (SAÚDE DA CRIANÇA E DE ALIMENTAÇÃO E NUTRIÇÃO), SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE
BENEVIDES, PARÁ

O processo de implementação da EAAB começou em 2013, quando a Coordenação Estadual realizou no município a Oficina para Formação de Tutores, onde participaram da formação enfermeiros gerentes das UBS e nutricionistas das equipes NASF. Alguns profissionais formados saíram de suas atividades no município e com as alterações na composição das equipes, iniciamos as Oficinas de Implementação da EAAB em cada ESF. O resultado foi excelente, pois houve sensibilização e comprometimento com o tema e o planejamento de ações. Assim conquistamos 9 certificações pelo MS !. Entre as ações, estabelecemos consolidados do Proame, Certificação festiva para as mães e bebês que concluíram o Aleitamento Materno Exclusivo, Oficinas de Alimentação Complementar Saudável com o apoio das nutricionistas das equipes NASF para mães e profissionais de saúde, reuniões e rodas de conversas com equipes, grupos de gestantes, mães, familiares e outros. Com a pandemia, algumas ações foram suspensas, mas a informação sobre os benefícios do aleitamento (com os devidos cuidados), só trariam benefícios para mãe e bebê, foi amplamente divulgada, esclarecendo e tirando dúvidas, das equipes e usuários. Nesse novo momento, já estamos programando novas ações sobre a temática. Ficamos felizes em ver o resultado desse trabalho, no percentual que alcançamos. Isso nos motiva e estimula a realizar mais ainda, em prol da saúde de nossas crianças.
Maria Isabel Cardoso dos Santos
Maria Isabel Cardoso dos Santos
NUTRICIONISTA/COORDENAÇÃO DE PROGRAMAS (SAÚDE DA CRIANÇA E DE ALIMENTAÇÃO E NUTRIÇÃO), SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE
BENEVIDES, PARÁ